Translate

domingo, 29 de abril de 2012

Já não mais



As minhas lágrimas expressão, literalmente, aquilo que vai na minha alma.
Lembras-te? Lembras de quando me deixaste neste preciso banco aqui sozinha?
Sabes? Sabes durante quantos meses chorei depois de passar um dia inteiro a pensar que voltavas?
Imaginas? Imaginas quantas vezes eu vim a este preciso local para me lembrar dos beijos que em davas?
Não sabes o que senti, nem sequer desconfiavas… Admite! Porque nunca sentiste o mesmo que eu senti, porque não cultivaste em ti um pouco do sentimento que sentia por ti.
Para ti fui apenas uma idiota que enganas-te… tenho a certeza que foi divertido enquanto durou. Mas não irias enfrentar uma tempestade para me dar carinho. Não é?
Escusas de me responder às mensagens, aos e-mail, às indirectas! Porque já percebi que aquilo que sinto, já não sinto mais por ti!
As vezes que doeu pensar em ti, já não doem mais.
As vezes que pensei não pensar em ti, já nem existem mais.
Mas espero que um dia te lembres que poderias ter tido uma princesa em vez de um rapariga banal…

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Portas do Inferno

As chamas do inferno ardem bem por baixo dos meus pés… nunca mais deixarei que as minhas palavras invoquem o frio que a temperatura faz sentir neles.
Tenho uma grande lista de pessoas há minha frente, até ao próximo banco ainda faltaram algumas dezenas.
Pretendo deixar neste local horrendo todos os meus medos… pretendo não voltar a pensar em arriscar a morte porque não quero mais viver. Pretendo deixar aqui o passado para poder regressar ao presente sem os buracos que me foram provocados até então.
Não perguntes por que razão o faço, porque faço-o por ti… Os meus medos fazem com que nenhuma flor possa desabrochar no nosso jardim.
Desculpa-me!
Desculpa-me porque não sei o que faço realmente aqui…
Desculpa-me porque tudo o que faço é porque não te consigo mais ver afastar. Tu vais para o céu e eu hei-de recair nas águas do inferno, onde me esquecerei do amor que sinto por ti…
E se for para ficar sem ti, que este Deus do Inferno me mate já aqui! Apague a minha alma, que não quero viver com a tua sombra a manchar-me de mágoa a saudade de te amar.
Se for para viver, que também não seja sem ti… se não podermos alcançar a imortalidade num sítio paradisíaco juntos, então que fiquemos por aqui mesmo. Que melhor sítio para viver do que nos teus abraços?
Se for para morrer… bem que tenha feito tudo para viver bem junto a ti!

Desculpa as semanas que ainda vão levar até que eu perca o medo, medo esse de voltar a sonhar…
Olha, já há menos uma pessoa na nesta fila infernal… só não percebo porque todas as pessoas que passam pelas portas de fogo não voltam…

P.s. As portas da dor são demasiado dolorosas para voltarem a serem passadas em busca de uma grande aventura que nos mostre o caminho para a felicidade.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

I love You



Probably, you are my superman. Everytime I see you coming you make my heart beat faster and faster.
You make my wish come true in the moment I could call you "my love"...
All the time, I think about you a smile appear in my face.

I feel special when I’m with you.
You make me happy.
You make me dream about love stories.


And i love all of this about you!

I love someone... I love you! And it is not my fault.

domingo, 15 de abril de 2012

Is it true?

I am dreaming!
I love you
And you love me too.
Maybe you are kidding,
With my feelings,
Or lie about every thing.


sábado, 14 de abril de 2012

sexta-feira, 6 de abril de 2012

ninguém




Quando o amor não é mundo… Quando não temos preocupações suficientes para nos encher a cabeça… Quando não temos nada que nos proteja o coração…
Quando não somos ninguém num mundo onde todos temos que ter um valor aos olhos de toda a gente.
Não sou suficiente para aguentar neste mundo… os pilares que me suportam bem alto, começam a desfazer-se em pedaços de pó, a protecção que me mantem distante do resto do mundo desapareceu…
Desculpa! Mas aqui mesmo! Agora mesmo! Não sou ninguém! Admito que não o quero ser! Não tenho mais que parecer alguém por baixo dos teus olhos porque não quero que eles me vejam mais!
Compreendes? A raiva que sinto não é suficiente para te manter afastado de mim… mas isso não significa que a dor que sinto não o seja suficiente!
Faz! Faz aquilo que sempre quiseste! Sobe às minhas costas e sê mais alto que eu! Não te esqueças é que se eu me mover, tu cais!
E se não for ninguém, para ti... que seja toda a gente, só para mim!