Translate

sábado, 22 de setembro de 2012

rumo do destino


Porque meu grande sonho é escrever e viver em cada esquina de cada mundo que com minhas palavras descrever.
Porque eu vou estar sempre ao teu lado, mesmo quando já não poder estar mais… Posso deixar de estar apaixonada por ti, mas sempre te vou amar. Se um dia o amor do presente não for suficiente, o do passado vai-me segurar perto de ti…
Eu serei famosa (nem que seja por meras cinco pessoas) pelas minhas palavras e serei lembrada, quando não pisar mais este solo, por uma estátua e pelas crianças de iram preferir a minha escrita às que são obrigadas a ler na escola, mas tu serás eternamente relembrado por sentares-te ao meu lado e em frente ao piano nas maiores salas da Europa.
Os homens faram fila para te ouvir tocar… nem que seja apenas meras cinco pessoas a disputar pelas cadeiras da nossa sala de estar. Qual é a diferença se formos felizes com aquilo que temos?
O meu objectivo é o nobel… mas se não o conseguir, fico com a felicidade de quem se delicia a ler aquilo que eu escrevo. Se não for conhecida por todos, fico feliz por ser conhecida por alguns como alguém eternamente apaixonada pelas palavras que, por vezes mal, gosto de escrever.
Se um dia a miséria da pobreza cair sobre os meus ombros e não poder mais escrever da forma como gosto, nem que seja nas paredes das casas escreverei a história que me surgir e contarei às crianças as que decidir inventar naquele mesmo momento.
Se um luxo aparecer, não terá sido porque fiz como todos os outros, será por mérito próprio e não por roubar de forma legal. Se encontrar o luxo foi porque todo o mundo encontrou as minhas palavras traduzidas na sua língua e adorará dizer aos amigos para a ler.

Sem comentários:

Enviar um comentário