Translate

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Poema de Natal

Que bom o calor que entra na minha casa a partir da lareira,
Espero que o Pai Natal não queime a barbar ao entrar na minha casinha,
À procura da minha sapateira,
Para por a minha prenda na minha botinha.

Vou fazer fritos da massa do pão,
e outros doces com muito doce
para partilhar com amigos do coração
e a família que Deus me trouxe.

Feliz Natal aos inimigos,
Bom Natal aos chegados,
Muitas prendinhas para os amigos,
Que para os outros o dinheiro já foi gastado.

Que passem um Feliz Natal,
E que a crise não seja para nossas prendinhas fatal.

Sem comentários:

Enviar um comentário