Translate

domingo, 8 de dezembro de 2013

Poema de Natal

Quem me dera que nevasse,
Para ver o meu quintal de branco.
Para festejar o nascimento do santo,
Que na Páscoa desfaz-se.

Quem me dera ver luzes no céu,
Para encher a noite de alegria.
Pois nasce o menino, que será réu
Para que a humanidade sorria.

Quem me dera que o destino
Não fosse tão fatal
Para Jesus, o menino,
Para quem festejamos o Natal.


Sem comentários:

Enviar um comentário