Translate

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O Mundo da Lua

Sento-me no chão frio a ver-te sonhar.
Em tempos sonhei com uma felicidade como a tua,
Mas aprendi que um dia tinha de acordar.
Como o sol é triste e revestido de dor nua!

Sinto tudo o que não quero que sintas.
Quero que não acordes, mas nem a dormir ficas!
Quero proteger-te do que já conheci!
Sinto tudo isto, e sinto-o por ti.

Menina de cabelos negros,
Porque não ouves os meus apelos?
Continua a acreditar.
Um dia verás o que estou a falar…          
Menina minha irmã,
Sonha até que seja de manhã…


Este poema está presente na antologia "O Mundo da Lua" e é dedicado à minha irmã mais nova.
Publiquei-o agora a pedido do meu mais recente seguidor.

6 comentários:

  1. Obrigado, este foi inesperado mas igualmente belo.
    Amanhã é um dia importante para mim, sexta feira dedico-o a ti.

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito de te conhecer!

    Espero que continues assim linda por dentro e com toda a ternura te deixo um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas suas palavras e pelo seu abraço.

      Eliminar
  3. Lindo poema dedicado a sua irmã.
    Amei...
    Obrigada pela visita beijinhos.

    ResponderEliminar