Translate

quarta-feira, 8 de abril de 2015

fumo para morrer

Seguro um cigarro entre os dedos e de vez em quando enfio-o na boca… Não sei porque perpetuo-o este hábito, sei que me faz mal, mas não consigo parar…
Talvez o faça porque os outros também fazem, ou talvez porque me sinto sozinha. Mas se me sinto sozinha porque é que saiu de perto dos meus colegas de trabalho e venho cá para fora fumar?
Eu sei que aqui estarei sozinha e do outro lado desta porta… Eu também estarei sozinha… Não interessa quem esteja há minha volta… Eu estou e sempre estarei sozinha!
Quem um dia amei, já não caminha por estas ruas… Talvez, continue a enfiar o cigarro uma vez mais na boca para me encontrar com essas pessoas que já partiram…
Deito este resto de cigarros fora, mas o que eu queria mesmo deitar fora na minha vida… Queria encontrar me com quem amo…

Mãe, pai, eu preciso de vocês, não consigo… Não consigo continuar a viver longe dos dois… Espero que este cigarro realize o meu desejo e me envie para debaixo do chão!

2 comentários:

  1. Menina, o que é isso?!!! Fico preocupada consigo, menina! Também sofri um desgosto de amor do tamanho do castelo e... acabei por sobreviver! EASY!!!! Se precisar de falar ou seja do que for o meu mail é gracaenator@gmail.com !!!! O telefone irá depois.

    Estou aqui para ti, minha querida!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço imensa desculpa se a alarmei, mas vou esclarecer: eu não fumo e não percebo como é que alguém possa querer fumar com todos os avisos que nos fazem... E a maior parte das vezes escrevo o que sinto, mas há outros momentos em que eu não sinto o que escrevo... O que acontece é que eu imagino uma personagem e essa personagem mostra-me o que sente!

      Eliminar