Translate

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Um Filho de Ninguém

Jovem, porque vives assim? Vives agarrado ao vicio do tabaco, à ganza e à cerveja, mas porquê? És mais feliz assim? Como podes ser mais feliz se não te lembras do que fizeste?
Não sabes se foste violado ou se violaste, se vires a barriga daquela rapariga a crescer não sabes se és o pai, mas na tua mente tens uma vaga ideia de a ter arrastado para o beco onde costumas defecar quando estas embriagado... Talvez ela nem se lembre, pelo menos é suposto não se lembrar, tu calculaste bem quantidade de droga precisavas de por na bebida para que ela não se lembre da tua cara! Não terás problemas, ela já desapareceu na rua e nem olhou duas vezes por ti! Provavelmente nem foste o único que se aproveitou dela naquela noite, depois de lhe rasgares as roupas e a deixares desmaiada em cima da porcaria quantos não se terão aproveitado dela?
Mas a culpada é ela, porque é que ela tinha aquele corpinho de sereia... aquela carinha de santa que te encanta... e aquela roupa de prostituta? Ela é que se ofereceu e tu aceitaste a oferta! A culpa não é tua! É toda dela! Foi ela que te provocou!
E se agora eu te disse que ela só tem 15 anos? O que é que vais fazer? E se eu te disser que eu vi tudo? E se eu disser que fui eu que te deixei esse olho negro? E se eu te disser que vão descobrir que aquele filho é teu? Vais fazer o quê?
Eu vou ajudar-te, tem calma, eu não vou dizer nada... Não vou dizer nada que te livre das consequências, vou empurrar-te pelo caminho que escolheste, vou abrir-te as postas do inferno! É aí que tu mereces estar!
Ela foi inconsciente porque mostrou o que não devia e tu? E tu? Tu que não foste o que devias ser! Tu és adulto! Porta-te como deve ser! Não a devias ter violado! Tu não sabes que não podes ter tudo o que vês? Não sabes isso? Então espero que no teu futuro encontres essa lição! E no que depender de mim, vais aprende-la no inferno...


3 comentários:

  1. Sabes?
    Hoje há poucos adultos
    E jovens também não há muitos
    E pais?
    Também já houve mais...

    E sobra gente assim

    O retrato que traças
    é mesmo... do caraças

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é o retrato de certos membros da nossa sociedade

      Eliminar
    2. Dediquei-lhe um post
      de que talvez goste

      Eliminar