Translate

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Teoria Evolutiva de Charles Darwin

Anda espalhado aí pela internet que devido às novas tecnologias o ser humano vai evoluir de forma a ficar com os dedos mais compridos, mais alto e com os olhos maiores… Mais um pouco e parece a história do Capuchinho Vermelho “Oh vó, porque é que tens umas orelhas tão grandes…”

O primeiro ponto que quero deixar bem assente é que segundo a teoria que hoje em dia é consensualmente aceite pela comunidade cientifica esta mutação do ser humano é completamente impossível, essa teoria que demorou anos a ser desenvolvida chama-se teoria da evolução das espécies de Charles Darwin. O segundo ponto que quero deixar presente é que estudei três anos de biologia no secundário (logo não sou nenhuma especialista no assunto) e esta teoria deixa-me absurdamente enervada por ver tantas pessoas acreditarem nela, inclusivamente professores universitários (dica: se não sabem, não abram a boca! Agradecida).
Então vamos começar por enunciar a teoria de Darwin: Após anos a estudar ilhas isoladas do pacífico (incluindo as Galápagos) Charles Darwin descobriu que em todas essas ilhas haviam especiais muito semelhantes, contudo não eram iguais, Charles Darwin ficou realmente admirado com esta descoberta, porque teriam aquelas espécies criado características tão específicas em ilhas diferentes? A resposta encontrada é que quando a espécie-mãe chegou à ilha desenvolveu-se em várias espécies-filhas, sobre estas foi aplicada a seleção natural, ou seja, apenas a espécie que tinha aquela característica especifica (por exemplo ter uma pena azul ou comer moscas, fazer o ninho numa falésia ou um gene que a torna imune a uma doença) conseguiu sobreviver aos desafios que a natureza aplicou sobre todas as espécies da ilha. Com o ser humano aconteceu o mesmo e vai continuar a acontecer, nós desenvolvermos uma nova característica, ela vai-se espalhado conforme nos vamos reproduzindo e um dia acontece algo no meio à nossa volta que faz com que essa capacidade seja motivo para a nossa sobrevivência ou para a nossa morte. Por exemplo, todos nós sabemos que o ser humano começou por ser negro, só mais tarde é que desenvolveu a pele clara mas porquê esta alteração? Durante as movimentações humanas fomos migrando para norte, onde o inverno é mais longo e onde há menos exposição solar, uma pele escura não capta os raios solares tão bem como a pele branca para a produção de vitamina D. Assim há muitos milénios atrás, quando o homem primitivo se fixava no norte havia pessoas brancas e negras misturadas, só que as pessoas de pele escura não estavam “aptas” a esse clima e por isso morreram, não passando os seus genes para as gerações futuras.
Assim é fácil explicar como é que a natureza tem um papel importante a selecionar as características que determinam a sobrevivência ou a morte, mas não é só isso que é importante sabermos, há ainda que dizer que as alterações que são transmitidas de pai para filho apenas acontecem através dos genes presentes nos gâmetas e de mais forma nenhuma! Ou seja, para haver uma alteração física do filho em relação ao pai é necessário que exista uma alteração genética a quando da formação dos gâmetas. Imaginando que o Zé faz natação, desporto que faz com que a largura das costas se desenvolva, o filho do Zé só terá as costas largas como o pai se houver uma alteração genética que diga “vais ter costas largas!” durante a formação do espermatozóide, pois uma alteração física não é registada na genética do indivíduo. Contudo, uma alteração genética implica uma alteração física!
Segundo estas explicações como podem dizer que há alguma dúvida da eventual possibilidade de o ser humano “evoluir de forma a ficar com os dedos mais compridos, mais alto e com os olhos maiores”?
Se tiverem duvidas sobre a veracidade das minhas explicações vejam os programas que passam ao domingo de manhã na SIC (não, não é a Violetta) e no Odisseia e vão ficar a perceber tudinho, porque nesses programas eles explicam muito melhor do que eu visto que são feitos por especialistas…



quinta-feira, 19 de novembro de 2015

terça-feira, 17 de novembro de 2015


Bailarina do inferno que trazes a destruição…
Anjo negro que me partes o coração…
Parem de ascender desde as trevas
Todos vos querem ver longe deveras!

Tu que dizes que tem de ser assim
Mas este assim, só o é para mim!
Como pode ser essa a forma correta,
Se para mim não está certa?

Como é que pode ser “o melhor” para mim
Estar a quilómetros de ti?
Parece que o melhor trás no ventre a tristeza…
“O melhor” é um anjo negro de certeza!

quarta-feira, 4 de novembro de 2015








Quando vemos o nosso amor\amigo\irmão\filho partir fardado, a imagem que vemos está desfocada... Pois choramos com medo de que aquela seja a última vez que o vemos vivo...